Notícias
Imprensa
Carreiras
Contactos

Upstream

Afirmação como operador de excelência em onshore, águas rasas e campos maduros e consolidação como principal player integrado de energia angolano.
plataforma_offshore_essungo_petroleo.jpg

"Estamos a afastar-nos das antigas técnicas da indústria em direcção a uma tecnologia mais moderna , utilizando, por exemplo, bombas a jacto em vez de bombas hidráulicas, o que está a dar muito bons resultados, uma vez que requer menos manutenção e é altamente eficiente”

Edson R. dos Santos
Presidente do CA e da Comissão Executiva
in The Energy Year

Alicerçar um crescimento sustentável e lucrativo

Ao longo dos últimos anos, a SOMOIL tem vindo a dar passos importantes no sentido de criação das bases necessárias para alicerçar um crescimento sustentável e lucrativo , que se tem vindo a materializar numa aproximação consistente do seu desempenho aos padrões internacionais de referência.

Ao longo dos últimos anos, a SOMOIL tem vindo a dar passos importantes no sentido de criação das bases necessárias para alicerçar um crescimento sustentável e lucrativo , que se tem vindo a materializar numa aproximação consistente do seu desempenho aos padrões internacionais de referência.

Este percurso evolutivo tem sido delineado com base numa  visão clara para os próximos anos que passa pela afirmação como operador de excelência em onshore, águas rasas e campos maduros e pela consolidação como principal player integrado de energia angolano.

O sector de Oil & Gas assistiu a uma forte dinâmica de recuperação em 2021, que se tem intensificado em 2022, com os preços a atingirem valores máximos em mais de 10 anos. Gradualmente, temos também vindo a assistir a uma recuperação do investimento no sector que chegou a cair mais de 35% face ao período pré-pandemia, na sequência da redução da actividade económica.

Esta quebra teve, naturalmente, consequências na competitividade produtiva e na volatilidade dos preços, pelo que será expectável, ao longo dos próximos dois anos, se venha a assistir a uma retoma substancial do investimento com o reatar de projectos de incremento de produtividade com vista equilibrar a oferta petrolífera no médio prazo.

Como parte da busca por um futuro sustentável, a SOMOIL pretende  aumentar as suas reservas, em parte através de licitações nas rondas de licenciamento e aquisição de novos activos.

A empresa irá também implementar EOR e IOR como parte do seu desenvolvimento do Bloco Operador (desde 1 de Janeiro de 2009) Onshore da Bacia do Congo nas Associações FS & FST.

A SOMOIL tornou-se membro do Grupo Empreiteiro das Associações FS e FST em 2007 por força dos Decretos Executivos do MINPET nº104/07 e nº103/07 respectivamente ambos datados de 22 de Outubro de 2007.

Aumentar a capacidade de produção

Após 20 anos de experiência com resiliência, a SOMOIL e os seus trabalhadores pretendem em 2022, duplicar o volume dos investimentos com o objectivo de aumentar a capacidade de produção de petróleo nos Blocos por si operados.

O foco da SOMOIL está no aumento da produção mais lucrativa direccionada na melhoria dos sistemas de elevação artificial, na intervenção no Raia e comissionamento de instalações no Bloco 2/05 (LOE, BAGRE, MOW, CAVALA E CHOPA), mobilização da Sonda para FST no 2T2021, e no lançamento do PA SOMOIL.

Como parte da busca por um futuro sustentável, a SOMOIL pretende  aumentar as suas reservas, em parte através de licitações nas rondas de licenciamento e aquisição de novos activos.

A empresa irá também implementar EOR e IOR como parte do seu desenvolvimento do Bloco Operador (desde 1 de Janeiro de 2009) Onshore da Bacia do Congo nas Associações FS & FST.

A SOMOIL tornou-se membro do Grupo Empreiteiro das Associações FS e FST em 2007 por força dos Decretos Executivos do MINPET nº104/07 e nº103/07 respectivamente ambos datados de 22 de Outubro de 2007.

Actividades Upstream

  • Actividades na Pesquisa, desenvolvimento e produção
  • Alargamento e consolidação das participações petrolíferas na pesquisa
  • Desenvolvimento e produção de petróleo bruto, no onshore e offshore Angolano
Tipo de Bloco Bloco Participação
Blocos
operados
FS 15,00%
FSST 31,33%
B2.05 30,00%
CON-1 40,00%
Blocos
não-operados
B3.05 10,00%
B3.05A 10,00%
B4.05 18,75%
B17.06 5,00%
CON-6 35,00%

Como principal interveniente no sector Upstream
em Angola
, a Somoil opera duas licenças com
capacidade de até 60.000 bopd, sendo:

Bloco Offshore 2/05

· Detém um PSA (Contrato de Partilha de Produção)
· Participação de 30%
· 200 + mmbbl em Reservas
· Potencial acima de 40 000 bopd
· 18 Campos Petrolíferos(17 desenvolv/ 1 undev.)

Blocos Onshore FS/FST

· Blocos FS/FST (contrato de concessão)
· Participação de 31%
· Potencial de 10 000 bopdia.

Aquisição do Bloco 14 à TOTAL

· 20% de participação
· Operador é a Chevron
· Produção de 60.000 Bbld

Bloco CON-1 & CON-6

· CON-1 participação de 40%
· CON-6: participação a 35%
· Novo Onshore Angola

Aquisição Bloco 18 e Bloco 31

· 8,25% e 10% de participação
· Operador é a BP
· JV com Sirus

Boletim

Receba informação exclusiva sobre a actividade da SOMOIL.

Deixe-nos o seu email e mantenha-se informado!

Registo efetuado com sucesso!